Skip to content

Por que gostamos de histórias assustadoras?

03/01/2013

Theonegbanner_thumb.jpg

Olá pessoa! Ressuscitei o The O Neg hoje para falarmos de um assunto bem interessante, o motivo de gostarmos de ler histórias de terror. Estava visitando alguns sites e encontrei um texto curioso e divertido sobre esse assunto no blog em que a Jeaniene Frost posta juntamente com outros autores, o Supernatural Underground.

A autora da postagem que me chamou a atenção é Merrie Destefano, também escritora do gênero sobrenatural/fantástico. Não conheço nem li nenhum material dela ainda, mas gostei da reflexão que ela fez, a qual gostaria de compartilhar com nossos leitores do SfV.

Confira a seguir o texto traduzido (tradução livre). Para ler o original em inglês, clique aqui.

Por que as pessoas gostam de ler histórias assustadoras?

(Merrie Destefano)

Por que alguns escritores sempre retornam ao lado negro da literatura, girando em torno de contos que fazem os leitores sentar na beira dos seus assentos? Talvez uma pergunta ainda melhor, e uma que eu gostaria de discutir aqui, é por que algumas pessoas amam ler histórias assustadoras?

Enquanto eu não posso responder essa questão definitivamente, eu posso oferecer algumas sugestões.

1. Descarga de adrenalina:

Essa é minha resposta favorita, embora muitas das outras sejam também boas. Nós lemos histórias assustadoras para que nós possamos experimentar situações artificiais de “lutar ou voar”. Esses cenários, sejam reais ou imaginários, deixam seu corpo pronto para ação, lhe dando uma dose extra de adrenalina. Seu coração acelera, sua respiração aumenta e sua pressão sanguínea aumenta – em outras palavras, é como uma dose instantânea de cafeína combinada com exercícios pesados. Você está pronto para pular sobre construções em um único salto, embora você deva estar gritando “Mamãe!” em todo percurso.

2. Familiaridade:

Você esteve aqui antes e você gostou disso. Você tem lido histórias assustadoras por anos, você tem uma lista de autores favoritos e você está esperando na fila, com palmas suadas, os lançamentos dos próximos livros dele/dela. Você fica acordado até atarde (ler essas histórias é sempre melhor a meia-noite, certo?), virando paginas enquanto todo o resto das pessoas está dormindo. Mas a verdade da questão é que você não consegue dormir, consegue? Não até que você saiba o que acontece a seguir.

 3. Uma reação visceral:

O desejo de sentir algo fortemente – não importa que emoção seja – pode levar leitores a esses livros. Descrições detalhadas de partes de corpos eviscerados em histórias de zumbis podem não deixar você excitado, mas existem muitos leitores por aí que vivem para essas coisas.

 4. Para sentir-se vivo:

Similar a resposta acima, livros que colocam você no limite lembram-no de que você está vivo. Você não está assistindo alguma novela na hora do almoço; você está debruçado sobre um romance imaginando se a heroína é realmente forte e esperta o suficiente para sobreviver aquela corja de demônios que tem perseguido ela pelas últimas vinte páginas.

 5. Para vencer os demônios:

Todos nos temos nossos demônios, coisas que tememos mas não queremos admitir. Coisas como palhaços (O Palhaço Assassino), bonecos ameaçadores (Chucky), o fim do mundo (The Stand), pestilência desenfreada (Contágio), cães raivosos (Cujo), vampiros (Entrevista com o Vampiro) e serial killers (Dexter). Por vicariamente encarar seus medos em um romance, você é capaz de domá-los, ou pelo menos, imaginar que você os domou. Até que eles aparecerem na próxima noite, esperando por você no closet.

 6. Explorar o desconhecido:

Existem reinos sobrenaturais ilimitados, onde admiração e horror caminham lado a lado – reinos onde pessoas ressuscitam dos mortos ou onde alguém aprende o futuro nos seus sonhos ou onde alguém está dando um poder extraordinário. Existe apenas encanto suficiente e mistério para fazer você querer saber mais, e apenas perigo o suficiente para fazer você feliz porque é ficção.

 7. Sentir fortes emoções:

Raiva – ódio – medo – amor – surpresa – terror – repulsa – simpatia… Histórias assustadoras tem todas essas emoções e mais atreladas entre as páginas, apenas esperando por um leitor inocente chegar e libertá-las. Antes que você perceba, está experienciando as mesmas emoções. De novo, isso é similar ao número três, mas eu sinto que é necessário ser pontuado novamente. (é minha lista, não?)

 8. Para provar que nós podemos sobreviver:

Não é tudo por causa disso? Você está secretamente tomando notas, então se X, Y ou Z alguma vez acontecer, você estará pronto. Todo mundo não sabe o que fazer em um apocalipse zumbi/alien por agora? Se sim, por que? Porque vocês todos tem feito uma lista e checado duas vezes enquanto assistia The Walking Dead ou Falling Skies.

 9. Satisfação quando o terror é superado.

Existe um inacreditável doce momento quando a heroína finalmente crava uma estaca através do coração do último vampiro – quase instantaneamente, que seus músculos relaxam, você cai para atrás na sua cadeira e então dá um bom merecido suspiro porque, sem perceber, você tem segurado sua respiração e sentado na ponta do seu assento, pronto para correr.

 10. Provar que dragões não apenas existem, mas que podem ser derrotados:

O que? Histórias assustadoras não podem lhe dar esperança? Para citar alguém mais reconhecido nesse assunto do que eu: “Contos de fadas são mais do que reais; não porque eles nos dizem que dragões existem, mas porque eles nos contam que dragões podem ser derrotados” – G.K. Chesterton. Assistir um personagem lidar com o monstro no armário pode lhe dar a coragem de enfrentar seus próprios monstros. Sim, contos de terror podem de fato ser edificantes, quando escritos com essa proposta em mente.

Ela encerra o texto com um questionamento:

Em qual dessas categorias vocês acham que se encaixam? E que livro recentemente fez vocês se sentirem desse jeito?

Façam essa reflexão e quem quiser compartilhar sua resposta conosco, basta registrar nos comentários =)

One Comment leave one →
  1. Fernanda Martins permalink
    03/02/2013 8:45 PM

    Adorei a matéria. Eu me encaixei em diversas dessas categorias, hahaha. Difícil escolher uma.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: