Skip to content

Doenças vampíricas

01/18/2012

Estava assistindo Nat GEO semana passada e estava vendo um programa sobre mitos: verdade ou mentira? Com essa febre de vampiros que está por aí, e vamos dizer que não faz pouco tempo, muitas pessoas começam a dizer que são vampiros ou especular a real existência deles, então aí vão algumas doenças vampíricas que podem influenciá-los a acreditar que são realmente vampiros.

Aversão a alho:

Chamada de alliumfobia, é uma neurose que faz com que as pessoas se apavorem só de pensar no tempero. Seja uma cabeça de alho, um dente de alho ou uma pizza de alho, se confrontadas com o alimento, as pessoas que possuem essa doença irão ficar desesperadas, exatamente como um vampiro. Essa  lenda de que Vampiros são repelidos por alho surgiu na Romênia, pois lá ele era usada para proteção. Havia também uma lenda de que, se colocado na boca de mortos, o alho iria impedir que eles se tornassem vampiros e iam ficar com hálito fresco!!

 
Morder:

A raiva, ou hidrofobia, é uma doença famosa que faz com que as pessoas se comportem como vampiros – ela, inclusive, causa o desejo de morder outras pessoas. Além de atacar o sistema nervoso, o vírus da raiva torna os doentes sensíveis a luz, então, como vampiros, eles podem querer ficar longe do Sol. A doença começou a ser chamada de raiva porque as pessoas que a contraem podem ficar agressivas e sofrer com alucinações. Mordidas de morcego são fontes em potencial para o vírus da raiva, o que sugere que o bicho ser associado aos vampiros não é mera coincidência.

 

Aversão a espelhos:

Vampiros ficam invisíveis na frente de um espelho, pelo menos em algumas lendas..logo, fogem deles para que não sejam identificados. Mas há uma doença conhecida como Eisoptrofobia que faz com que pessoas ‘normais’ realmente evitem espelhos. Isso pode acontecer se a pessoa teve um evento traumático envolvendo espelhos na sua vida. Como pessoas com raiva também tem aversão a espelhos, já que não suportam a luz que é refletida deles, suspeita-se de que o envolvimento entre “vampiros” e espelhos tenha surgido por causa de uma epidemia de raiva na Europa, em meados de 1700. Existem pessoas que evitam espelhos por motivos estéticos também não é mesmo? rs mas aí é outra história!

 

Sede de sangue:

Em 1985 um cientista afirmou ter descoberto os vampiros verdadeiros – pessoas com um problema no sangue, que seria genético chamado de porphyria hemofílica. Pessoas com porphyria possuiriam o desejo genuíno de beber sangue para aliviar sintomas da doença, já que ela acaba com os glóbulos vermelhos no sangue do paciente. Essa vontade, na verdade, foi desmistificada por outros estudos relacionados a doença que revelaram que quem sofre com ela fica com bolhas na pele após exposição de alguns minutos ao sol e sua urina pode vir acompanhada de sangue. O último sintoma pode explicar a crença de que quem tem a doença bebe sangue, enquanto o primeiro reforça a teoria de que eles seriam vampiros. Essa realmente é uma doença séria e que carrega maior parte das características dos vampiros, claro que há pessoas que dizem ter a doença mas basicamente é psicológico.

Pacientes históricos

A Medicina moderna tem sugerido que a insanidade demonstrada pelo Jorge III do Reino Unido foi resultado de porfiria. Estudos demonstraram que, devido a endogamia, tanto a porfiria quanto a hemofilia são doenças hereditárias que afligem a família real inglesa. Estudo sugere que James I, Maria I, Rainha Anne, Charlotte, duquesa de Saxe-Meiningen e o Príncipe William de Gloucester também eram porfíricos. Um novo estudo também sugere que Vincent van Gogh tenha sofrido de porfiria aguda intermitente. Sugere-se que o Rei Nabucodonosor da Babilônia, e o escultor brasileiro Aleijadinho também tenham sofrido da doença.

 
“Conte” Drácula:

Há uma obsessão por contar as coisas chamada de aritmomania que, pode parecer estranho, tem muita ligação com os mitos sobre vampiros. Durante séculos, acreditou-se que o que faz os vampiros se afastarem de alho e de cruzes é a matemática. Para deter um vampiro também poderíamos jogar um punhado de arroz na direção dele que ele só continuaria sua perseguição após contar todos os grãos. Durante a idade média, era costume jogar arroz no caixão de parentes para que, se um vampiro aparecesse, ele ficasse tão distraído contando que não morderia o defunto. Essa eu vi no filme Drácula 2, mas não é algo muito comum de se ver em filmes.. pelo menos não me lembro de ter visto mais nenhum.

 
Dentões:

Displasia ectodermal hipohidrótica é um distúrbio genético que afeta o desenvolvimento dental. Ele causa o crescimento anormal dos dentes em idade adulta e, em muitos casos, o paciente apresenta apenas os caninos e nenhum outro dente. A maioria dos contos sobre vampiros os descreve como criaturas com presas retráteis.

 
Medo do sol:

Ao contrário dos vampiros de Crepúsculo, a maior parte dos vamps que temos notícias morre de medo do sol porque ficam vulneráveis e queimam sob sua luz. Uma doença genética extremamente rara, conhecida como pigmentose xeroderma, ou XP, faz com que seja impossível a pele se recuperar de danos causados por raios ultravioleta. Pessoas com XP desenvolvem queimaduras sérias ficando por pouquíssimo tempo expostas ao sol, e são conhecidas por se isolarem em suas casas para sair apenas à noite.

 

 

Vida de vampiro total.. reclusão, vida noturna, problemas com sangue etc.. fazer o que? Coisas da ciência que não é para qualquer um entender!!

Bites!

Fonte aqui.

10 Comentários leave one →
  1. Viviany Malta permalink
    01/18/2012 6:57 PM

    “Conte” Drácula também tem em Alma e Sangue, acho que aparece mesmo em O turno da noite😉

  2. 01/18/2012 8:27 PM

    Não vi esse filme ainda Viviany.. é bom?

  3. Viviany Malta permalink
    01/18/2012 10:36 PM

    É um livro =D É bom até, ahaha, não é o melhor de todos, mas é bom =D

  4. Aud permalink
    01/19/2012 12:46 PM

    Haha, olhá só o arroz, vai ver é por isso que jogam arroz nos casamentos, para distrair vampiros e mante-los longe

  5. Viviany Malta permalink
    01/19/2012 7:40 PM

    Btw, Alma e Sangue e O turno da noite são séries diferentes AHHAHA , e tô tentando lembrar direito de Alma e Sangue, não sei se tem mesmo O Conte Drácula, mas vale a pena ler xD O turno da noite que tem certeza, e é uma série brasileira \õ

  6. Andy permalink
    01/20/2012 8:05 PM

    Eu vi esse programa e fiquei mais assustada do que tudo!
    Tem gente doida pra tudo! kkkk’

    Bom, com essas dicas agora sabemos identificar um verdadeiro vampiro… talvez kkk’

    bjs gente o/

  7. 01/20/2012 8:15 PM

    ahah eu achando que tinha filme da série!! hehehe
    Nesse programna da Nat GEO apareceu cada coisa! O cara oriental que falou que há mais de 10 anos bebe sangue humano foi demais! e o pior é que ele ainda tinha uma consorte! rsrs

  8. 01/28/2012 8:04 PM

    Sobre o arroz tem na série Split também *-* Post informativooo *-* huahua

  9. opositivegiver permalink
    01/29/2012 2:44 PM

    Obrigada Clélia! Split é legal? já vi alguns capítulos separados, mas nunca acompanhei de verdade…

  10. 04/30/2012 11:09 AM

    Nossa isso me deixou boba agora vamos ver se eu consigo conhecer um vampiro por ai.kkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: