Skip to content

Senta que lá vem a história…

10/31/2011

 

Halloween

 

O Halloween apesar de não ser uma data comemorativa oficial no Brasil, cada vez mais consegue novos adeptos, principalmente Sucker for vampires, for werewolves, mummies, witches etc enfim, pessoas super legais e divertidas como nós que curtem o “sobrenatural”.

Hoje em dia é comemorado em 31 de Outubro, mas é uma celebração muito antiga, que surgiu ana  Gália e nas ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C.

Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente “fim do verão”).

A celebração do Halloween tem origens que foram se misturando:

Origem Pagã

  

 

A origem pagã tem a ver com a celebração celta Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, que acabou minguando com o tempo. As festividades do Samhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de verão e o solstício de inverno). Eles faziam muitas festas que duravam uma semana, e davam início ao ano novo celta. A “festa dos mortos” era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para nós seriam “o céu e a terra” (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. A festa era celebrava com ritos presididos pelos sacerdotes druidas, que atuavam como “médiuns” entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.

A tradição Celta acreditava que momentos de mudança, tinham propriedades mágicas. O Samhain marcava o maior momento de mudança do ano – uma virada no tempo e também na vida de todos. Os Celtas acreditavam que este momento mágico abria um tipo de conexão com os mortos. Essas almas haviam passado pelo derradeiro momento de mudança: da vida para a morte. Eles acreditavam que o mundo dos vivos ficava mais próximo do mundo dos mortos na época do Samhain, e que os espíritos dos mortos viajavam novamente entre os vivos. Muitas das atividades do festival do Samhain estavam ligadas a essa crença, e é daí que vieram a maioria das tradições do Halloween de hoje.

 

Wicca

 

 

De acordo com a entrevista de uma professora de Wicca, os rituais conhecidos como sabbats celebram as mudanças das estações, que representam o amor e o renascimento.

A professora explica que o Halloween é um deles. “Na verdade é uma forma de recordar a festa dos povos celtas da Irlanda, Reino Unido e norte da França que festejavam o fim da colheita de verão e o início do Ano Novo. O nome Samhain, que mais tarde se tornaria Halloween, também era conhecido como Dia das Almas, em que acontecia o encontro do mundo espiritual e material”, esclarece.

Por volta do século 19, a celebração chegou aos Estados Unidos após a imigração dos irlandeses. O hábito foi incorporado à população americana que, baseados na tradição irlandesa e inglesa, começaram a usar fantasias e ir às casas para pedir comida ou dinheiro, uma prática que mais tarde se transformou no “trick-or-treat” infantil de hoje.

“Entre as bruxas, a festa é realizada sempre no campo. Quando não consigo comemorar em um campo aberto faço em casa mesmo. Abro as janelas, acendo as luzes, preparo algumas comidinhas e coloco nossas ferramentas, como o caldeirão, a colher de pau, o punhal, entre outros, e mencionamos os nossos encantamentos e ‘feitiços’, mas tudo para o bem”, conta.

 Entrevista na íntegra aqui.

Origem Católica

 

 

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar “Todos os Mártires”. Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e o dedicou a “Todos os Santos”, a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III († 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e “All Hallow Een” até chegar à palavra atual “Halloween”.

 

O Halloween Hoje

 

 

O que liga o Halloween de hoje com sua origem ea festa de Finados e a de Todos os Santos é a ligação com os mortos, mas muitas outras coisas foram adicionadas a festa.

Hoje existem as fantasias e disfarces, muito possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV. Nessa época a Europa foi atingida pela Peste Negra e a peste bubônica dizimou perto da metade da população do Continente, criando entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte. Multiplicaram se as Missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas dessas representações eram conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

Algumas pessoas costumavam ficar na véspera da festa de finados próximo dos cemitérios com imagens do diabo puxando uma fila de pessoas para a tumba: papas, reis, damas, cavaleiros, monges, camponeses, leprosos, etc. Já que sabem os que a única coisa certa na vida é a morte não é mesmo… e ela não respeita ninguém.

 

 

Começou também a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, “doce ou travessura”), na Inglaterra, no período da perseguição protestante contra os católicos (1500-1700). Nesse período, os católicos ingleses foram privados dos seus direitos legais e não podiam exercer nenhum cargo público. Também haviam multas, altos impostos e até mesmo a prisão. Celebrar a missa era passível da pena capital e centenas de sacerdotes foram martirizados. Produto dessa perseguição foi a tentativa de atentado contra o rei protestante Jorge I. O plano, conhecido como Gunpowder Plot (“Conspiração da pólvora”), era fazer explodir o Parlamento, matando o rei, e assim dar início a um levante dos católicos oprimidos. A trama foi descoberta em 5 de novembro de 1605, quando um católico converso chamado Guy Fawkes foi apanhado guardando pólvora na sua casa, tendo sido enforcado logo em seguida. Em pouco tempo a data converteu se numa grande festa na Inglaterra (que perdura até hoje): muitos protestantes a celebravam usando máscaras e visitando as casas dos católicos para exigir deles cerveja e pastéis, dizendo lhes: trick or treat (doce ou travessuras). Mais tarde, a comemoração do dia de Guy Fawkes chegou à América trazida pelos primeiros colonos, que a transferiram para o dia 31 de outubro, unindo a com a festa do Halloween, que havia sido introduzida no país pelos imigrantes irlandeses.

A festa do Halloween é resultado da mistura de muitas tradições, trazidas pelos colonos no século XVIII para os Estados Unidos e ali integradas de modo peculiar na sua cultura. Muitas delas já foram esquecidas na Europa mas, acabaram se espalhando também por outros países como o nosso, que mesmo não considerando como uma festa nacional.

 

Hoje existem muitas festas a fantasia, em clubes, escolas, etc.

Eu sempre adorei festa a fantasia e Halloween, pra mim é A melhor festa, além de me divertir durante a festa, eu me divirto horrores na preparação.. desde a escolha da roupa até a maquiagem, adereços, e tudo o que se tem direito!

Que tal sair por aí pedindo  doces? Vai que encontra um vampirão no caminho?

 Fonte Wikipedia.

Bites!

3 Comentários leave one →
  1. 10/31/2011 7:43 PM

    Aqui no Rio, se vc resolver sair pedindo doce na casa de estranhos é bem provável que vc volte para casa com menos que vc saiu, por ter sido assaltado no meio da rua. Hahaha

  2. 11/01/2011 7:06 AM

    hahaha boa Ma!! É por isso que aqui no Brasil Trick or Treat não dá certo! hehehe o povo ia fazer arrastão de docinhos!!

  3. 11/01/2011 7:28 PM

    Haha Pois é. Ou até que não volte para casa, né; o que seria ainda pior. Mas é uma pena mesmo. Eu amo meu país e não sou muito de invejar norte americanos, mas isso é uma coisa que eu realmente gostaria que fosse tradição aqui. XP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: