Skip to content

Quotes do Last Breath – TMV

10/10/2011

Agora é a vez do Last Breath, o próximo livro da série The Morganville Vampires, escrita pela Rachel Caine, entrar no ciclo de quotes diárias até o lançamento dia 1 de novembro!

Eu perdi algumas, então vou postar todas juntas.

“I’m angry, Shane. I’m really angry. After everything we’ve done, everything we’ve risked, we’re expendable. And it hurts. Believe me.”

He stopped and looked at her for a moment, then put his arms around her. The street was empty except for a few passing cars, and it felt like they were all alone, against the world. That wasn’t true, but in that moment, Claire was feeling particularly vulnerable.

Shane kissed her on the top of the head and said, “Welcome to Morganville. We grew up knowing that. You’re just now realizing it.”

Tradução livre:

“Eu estou brava, Shane.  Eu estou realmente brava.  Depois de tudo que nós fizemos, tudo que nós arriscamos, nós somos dispensáveis.  E isso doi.  Acredite em mim.”

Ele parou e a olhou por um momento, então colocou os seus braços ao redor dela.  A rua estava vazia exceto por alguns carros passando, e parecia que eles estavam sozinhos, contra o mundo.  Isso não era verdade, mas naquele momento, Claire estava se sentindo particularmente vulnerável.

Shane a beijou no topo da cabeça e disse, “Bem vinda a Morganville.  Nós crescemos sabendo disso.  Você só está percebendo agora.”

Fonte aqui.

SHANE’S POINT OF VIEW:

I lifted the crossbow. It was already cocked and loaded, the silver-tipped arrow a special one, with barbs sticking out so it wouldn’t be easy to pull free.

I wanted this to hurt.

Myrnin still didn’t move. His dark eyes had gone wide, his body very still. Vampires could do that — go so quiet you’d think they were statues. One of the many creepy things I hated about them.

“Tell me why,” I said. My voice sounded flat and hard, but it didn’t sound like me, really. Not the me that Claire trusted, but then, I wasn’t that person now. I’d never be him again. “Was it Amelie? Did she tell you to clean up her loose ends?”

“What are you talking about?” Myrnin asked, and put down the book he was holding. That was stupid, because he might have been able to use it to block the bolt I was about to shoot through his dead heart, but hey, I didn’t mind. “Shane, what’s happened?”

He sounded sincere. He sounded … worried.

My finger tightened on the trigger. I wouldn’t miss, not this time. I’d put it right through his chest, into his heart, and he’d die right here, in agony, the way he ought to die for what he’d done.

Except that there was fear in his face now, real fear, and he said, softly, “Did something happen to Claire?”

Tradução livre:

PONTO DE VISTA DO SHANE:

Eu levantei o crossbow. Já estava engatilhado e carregado, a flecha com a ponta de prata era uma especial, com farpas saindo dela para que não fosse fácil de puxar para fora.

Eu queria que isso doesse.

Myrnin ainda não moveu. Os olhos negros dele ficaram largos, seu corpo parado. Vampiros podem fazer isso – fica tão quietos que você pensaria que eles são estátuas. Uma das várias coisas estranhas que eu odeio sobre eles.

“Me diga porquê,” eu disse. Minha voz soava linear e dura, mas não soava como eu, sério. Não o eu que a Claire confiava, mas aí, eu não era aquela pessoa agora. Eu nunca seria ele de novo. “Foi Amelie? Ela te disse para limpar as pontas soltas dela?”

“Sobre o que você está falando?” Myrnin perguntou, e abaixou o livro que ele estava segurando. Isso foi estúpido, porque ele poderia ser capaz de usá-lo para bloquear a flecha que eu estava prestes a atirar através do seu coração morto, mas hey, eu não me importava. “Shane, o que aconteceu?”

Ele parecia sincero. Ele parecia… preocupado.

Meu dedo apertou no gatilho. Eu não erraria, não dessa vez. Eu a colocaria bem através do coração dele, dentro do seu coração, e ele morreria aqui mesmo, em agonia, do jeito que ele deveria morrer pelo o que ele fez.

Exceto que havia medo em sua face agora, medo real, e ele disse, suavemente, “Aconteceu algo com a Claire?”

Fonte aqui.

CLAIRE’S POINT OF VIEW:

The two-tiered cake itself was uneven and leaning, the icing was messy, the red flowers had melted into the white and left unsettling blood-like stains, and worse of all, as Claire got closer, she realized that the writing on top said MICHAEL & EVA in a big, lopsided, amateurish outline of a heart with an arrow through it.

EVA. Not EVE.

Eve kicked the sofa with her Doc Marten boots and burst into tears, and really, Claire didn’t blame her a bit. Shane was looking helpless as he stood there watching her.

So he did, of course, the wrong thing, and said, “Look, it’s just a cake. I’m sure it’s still delicious.”

Eve glared at him. Claire walked over and put her arms around her friend, and sent Shane an irritated look.

“What did I do?” he said. “Cake! It’s cake! Delicious cake!

Tradução livre:

PONTO VISTA DA CLAIRE:

O bolo de dois andares estava desigual e torto, a cobertura estava bagunçada, as flores vermelhas derreteram no branco e deixaram manchas inquietantes que pareciam sangue, e o pior de tudo, quando Claire chegou mais perto, ela percebeu que o escrito em cima dizia MICHAEL & EVA em um grande, torto, contorno amador de um coração com uma flecha através dele.

EVA.  Não EVE.

Eve chutou o sofá com as suas botas Doc Marten e desatou a chorar, e de verdade, Claire não a culpava nem um pouco.  Shane parecia desamparado enquanto ele estava em pé a assistindo.

Então ele fez, é claro, a coisa errada, e disse, “Olha, é só um bolo.  Eu tenho certeza que ainda está delicioso.”

Eve olhou para ele.  Claire foi até ela e colocou seus braços em volta de sua amiga, e mandou a Shane um olhar irritado.

“O que eu fiz?”  ele disse.  “Bolo!  É um bolo!  Delicioso bolo!”

Fonte aqui.

Clique aqui para ler o primeiro capítulo.

Para comprar o livro (capa dura) em pré-venda clique aqui.  O livro será lançado nos Estados Unidos dia 1 de novembro.

Descrição:

With her boss preoccupied researching the Founder Houses in Morganville, student Claire Danvers is left to her own devices when she learns that three vampires have vanished without a trace. She soon discovers that the last person seen with one of the missing vampires is someone new to town-a mysterious individual named Magnus. After an uneasy encounter with Morganville’s latest resident, Claire is certain Magnus isn’t merely human. But is he a vampire-or something else entirely?

Tradução livre:

Com o seu chefe preocupado em pesquisar as casas dos Fundadores em Morganville, a estudante Claire Danvers é largada com seus próprios instrumentos quando ela descobre que três vampiros sumiram sem deixar nenhum rastro.  Ela logo descobre que a última pessoa vista com um dos vampiros sumidos é alguém novo na cidade – um indivíduo misterioso chamado Magnus.  Depois de um encontro inquieto com o mais recente morador de Morganville, Claire tem certeza que Magnus não é meramente humano.  Mas ele é um vampiro – ou algo inteiramente diferente?


No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: