Skip to content

Bienal do Rio, um relato de um Sucker

09/12/2011

O Gui fez o grande favor de relatar a experiência dele na Bienal do Rio!  Aqui vai como foi a experiência dele em conhecer a Rachel Caine e participar dos eventos que a Anne Rice participou.

As fotos são Babi Dewet, o blog dela é este aqui.

Dia 7 seria o dia dos vampiros na XV Bienal do Rio de Janeiro, contando com a participação das autoras norte americanas Anne Rice e Rachel Caine.

Planejei chegar o mais cedo possível para comprar o ingressos e seguir diretamente para o estande da Editora Rocco, onde aconteceria a distribuição das míseras 150 senhas para a seção de autógrafos. Como planejado, cheguei no Rio Centro às 9h da manhã e, para minha surpresa, me deparei com uma fila gigantesca serpenteando o gramado principal. Fiquei assustado inicialmente, mas depois de alguma conversa com outras pessoas na fila descobri que a maioria das pessoas eram beatas, indo exclusivamente para a seção de 3.000 autógrafos que seriam distribuídos pelo Pe. Marcelo Rossi aquela mesma tarde.

Meia hora depois, às 9h30 os portões foram abertos para a compra dos ingressos. Muito empurra-empurra por parte das fãs do padre que tentaram furar fila, deixou tudo ainda mais lento e só consegui comprar o meu ingressos próximo às 10h. Depois disso foi a correria para o estande da Rocco!

Chegando lá, sem surpresas, notei que uma pequena fila já se formava, mas fiquei tranquilo por que sabia que ainda não tinham 150 pessoas na minha frente. Entrei na fila e comecei a conversar com outros fãs/leitores da Anne Rice e percebi como todos eram fervorosos (mesmo de uma forma respeitosa) e como todos, sem exceção detestavam uma certa série de livro com vampiros brilhantes atraídos por humanas sem sal… Também foi muito interessante ouvir o nome de outras séries correndo pela fila e a reação de cada um para todos os tipos de vampiros que temos atualmente na literatura e nos cinemas ou TV. Outra coisa que me chamou a atenção foi a heterogeneidade das escolhas dos títulos que seriam autografados (somente 1 livro por pessoa), alguns carregavam os clássicos Entrevista com o Vampiro, O Vampiro Lestat ou A Rainha dos Condenados, enquanto outros seguravam seus exemplares antigos e surrados de título menos conhecidos pela maioria como Memmoch – o demônio, entre outros. Isso mostra como as obras da autora, mesmo diferentes entre si, tem seu espaço na preferencia dos leitores.

Como sempre, a organização da Rocco para eventos para/com os leitores foi péssima. Mesmo com o número de vagas já preenchidas na fila (150), os organizadores do estante informavam com completa falta de educação que as senhas só seriam distribuídas às 15h, conforme informado no dia anterior. Seria 6h de espera e um fila crescentes em volta do estante com muita truculência por parte da editora na hora de organizar uma fila indiana. Após muitos pedidos e a chegada dos donos da Rocco (em visita a autora brasileira Thalita Rebouças), formos informados que as senhas seriam distribuídas imediatamente. Felizmente, consegui pegar a minha senha às 12h, ganhando um pouco de tempo até o inicio de uma nova fila para distribuição das senhas para a palestra com a Anne Rice que teria inicio às 15h.

Nesse intervalo entre filas e mais sufoco, procurei as autoras Martha Argel e Giulia Moon nos estantes do pavilhão designado para as editores menores, longe da confusão das principais editoras. A primeira que encontrei foi Martha Argel sempre muito simpática com os leitores autografando o recém-lançado Amores Perigosos, conversamos sobre o movimento até aquele horário e ela me disse que estava vendendo bem e que as pessoas, mas desconhecendo seu nome e suas obras, topavam em levar o livro para a casa, sempre com muito respeito e admiração ao autor nacional. Peguei meu Amores Perigosos autografado e rumei em busca a Giulia Moon com suas novas aventuras de Kaori.

………………..…………

Giulia estava em um estande de uma distribuidora de livros, conversando com várias pessoas que passavam por ela, sempre apresentando a obra e mostrando como é possível termos vampiros em terras brasileiras, como em Kaori 2 – Coração de Vampira que se passa no Rio de Janeiro. Giulia é sempre muito simpática com os fãs e cordial com seu jeito respeitoso oriental. Também peguei o meu exemplar autografado de Kaori e decidi comer alguma coisa enquanto folheava os livros.

Depois de uma fila gigantesca para comprar um lanche, sentei com Amores Perigosos e Kaori e folheei só algumas páginas para alimentar minha curiosidade sem cair na armadilha de algum spoiler. Posso adiantar duas coisas sobre os livros: vamos conhecer novas criaturas em Kaori além da vasta fauna sobrenatural que fomos apresentados no livro anterior e vamos viajar para Itália com Amores Perigosos, com direito a muitos vampiros italianos e cenas hot.

Logo após descansar um pouco com os vampiros brasileiros, próximo às 15h, voltei minha atenção novamente a Anne Rice. A fila para pegar a senha da palestra já estava gigantesca, mas, felizmente, consegui pegar uma das 460 senhas que foram distribuídas para o eventos que aconteceria às 18h. Depois da senha, fui em direção ao estande da Underworld pela segunda vez no dia, dessa vez para pegar um autografo da Rachel Caine. Para minha surpresa o estande estava cheio e outras pessoas não paravam de chegar para comprar os 3 livros da autora lançados aqui pela Underworld (além da série Morganville Vampires, a autora lançou uma séria adulta chamada The Weather Warden Series, com o primeiro livros intitulado Vento Sinistro).

A fila não estava muito organizada, mas depois de 1h eu estava finalmente de frente com a autora. Rachel Caine se mostrou muito simpática, sempre rindo, conversando com fãs, perguntando como nós estávamos e inclusive trocando algumas palavras em português! Era visível a felicidade da autora em ver seus livros nas mãos de leitores em um país tão longe como o Brasil. Muitas pessoas levaram exemplares em inglês dos livros e ela sempre reagia com surpresa. Ela levantou todas as vezes para tirar fotos com os leitores e sempre se despedia com um abraço de mãe, forte e longo!

Voltei a correria e entrei em outra fila (acho que passei mais tempo nas filas do que andando pelos pavilhões), dessa vez para a palestra com a Anne Rice. Com um atraso de 30 minutos, a autora norte americana entrou sobre o som de aplausos. Depois de uma breve apresentação feita pela mediadora da palestra, teve inicio uma bateria de perguntas feitas por pessoas da plateia sorteadas pela própria autora. Anne respondeu todas as perguntas com muito classe, sempre procurando acrescentar informações novas e fugir do lugar comum. Até mesmo após a fatídica pergunta: “Você acredita em vampiros?” feita por uma criança, Anne riu lembrando dos e-mails que ainda recebe de supostos vampiros espalhados pelo mundo.

Anne não deixou de declarar seu amor pelo Brasil e, principalmente, pelo Rio de Janeiro que já foi o pano de fundo para um de seus romances “Violino” o, possivelmente, terá participação na próxima serie sobre lobisomens que ela esta trabalhando atualmente. Duas perguntas que animaram a plateia foram referente a futuros livros com vampiros e sobre o tão odiado filme “A Rainha dos Condenados”. Sobre a primeira, a autora disse que vai sim escrever novos livros sobre vampiros, mas não veremos mais os personagens imortalizados nas Crônicas Vampirescas, já que Lestat e cia estão vivendo suas vidas imortais e ela precisa deixa-los ir para assim dar espaço as novas criaturas fantásticas, mesmo sabendo que a forma como terminou as Crônicas no livro Cântico de Sangue não foi completamente satisfatória para os fãs.

Sobre o filme “A Rainha dos Condenados”, Anne afirmou que pediu incessantemente ao estúdio que não produzisse o filme daquela forma, que os fãs não apoiariam o tratamento que os personagens estavam recebendo, mas o que estúdio não atendeu aos seus pedidos e seguiu com o tratamento “moderno” e “jovem” ao vampiro Lestat. Anne também informou que, antes da intervenção do estúdio, ela estava interessada em continuar como roteirista e que os atores Brad Pitt e Tom Cruise estavam muito interessado em seguir como protagonistas das Crônicas Vampirescas no cinema. Infelizmente nunca mais veremos os dois atores como Louis e Lestat.

A autora fechou a palestra com o recado para todos os escritores presentes no auditório, dizendo que não devemos desistir dos nossos personagens e livros pois o mundo sempre está sedento por criatividade e novos olhares sobre tudo o que é fantástico.

A palestra durou 1h30 e depois eu fui em direção ao estande da Rocco para a seção de autógrafos. O lugar estava completamente bagunçado com muitas pessoas que não tinham senha formando uma fila para pegar o autografo da autora. Quase uma hora depois do combinado, a Rocco organizou uma fila somente com as pessoas que tinham senha. Consegui chegar perto da autora às 22h, muito cansado, mas extremamente feliz em ter poucos segundos de contato com a maior autora de romances vampirescos modernos. Anne, mesmo cansada, foi muito atenciosa e mostrava o mesmo brilho nos olhos da Rachel Caine ao ver todos aqueles leitores de tão longe emocionados com seus livros nas mãos.

Completamente exausto, mas imensamente feliz, saí da Bienal com ótimas memórias.

Obrigada Gui por estender a experiência com todos nós!

2 Comentários leave one →
  1. 09/13/2011 5:11 AM

    Parabéns pelo esforço. ^^

    Eu não vou começar a falar sobre a Anne ou eu jamais pararei.

    Acrescentando os seus comentários sobre a Rachel Caine, conversando com a dona da Underworld, ela disse que a autora gostou TANTO do Rio que resolveu ficar mais uma semana aqui; sem outros compromissos, sem palestras… de bobeira. Haha Muito fofa ela.

    E uma coisa interessante e que, provavelmente, já deve ter sido dito aqui no SFV, a dona da Underworld era uma tradutora de livros voltados para o sobrenatural, etc e, vendo que tinha mercado, mas pouco investimento para trazer livros do tipo para o Brasil, resolveu abrir sua própria editora para tal.
    Nós agradecemos. =P

  2. Gabby Vlad permalink
    09/14/2011 10:24 AM

    Eu fui!!!!! Estava ótimo! mas vc disse que conseguiu pegar sua senha 12:00h… eu cheguei lá as 11:00 e me falaram que não tinha mais a senha… meus amigos que chegaram as 8h conseguiram pegar, mas eu e mais dois amigos não…. Mas a palestra foi incrível!!! Tirei várias fotos dela!!! minha mão tremia tanto que várias ficaram ruim xD

    Foi uma pena q eu não tenha conseguido o autografo, mas só de ficar pertinho dela já valeu a pena!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: